Bruxismo e Briquismo

 

Bruxismo ou Briquismo

 

       Tratamento dos sintomas e causas do Bruxismo ou Briquismo -50 anos. Crianças, adultos. Dor de cabeça, tontura, zumbido no ouvido, vista embaça, enjoo. Tem cura? O uso da placa noturna de silicone ou de acrílico, no tratamento dos sintomas do bruxismo, briquismo e ATM. Quando é indicada? Crianças hiperagitadas, apneia do sono e bruxismo em crianças e bebês.  O bruxismo, briquismo é emocional, podendo gerar diversos sintomas em crianças (Bruxismo Infantil), adolescentes ou adultos, podendo prejudicar, a qualidade de vida do paciente.

      O bruxismo e o briquismo são hábitos emocionais, que podem levar o portador, a sintomas ditos tensionais, emocionais ou de causa nervosa (como dor de cabeça, tontura, zumbido no ouvido - chmadas de labirintite, entre outros sintomas). Muitas pessoas, com bruxismo ou briquismo, acabam gastando os dentes, a placa de acrílico ou de silicone (perfurando ou quebrando essas placas), devido o bruxismo, "ter causa emocional" e não ser devido, ao dentes.

       Existe uma tendência de “ranger ou apertar, os dentes, através do hábito do bruxismo ou briquismo, para desgarregar, as nossa tensões ou emoções”, quando estamos em estresse ou ansiedade. Esse apertar ou ranger os dentes, acaba levando o portador, a diversos sintomas, ditos “emocionais”. O Bruxismo ou o Briquismo, não são diretamente a causa, desses sintomas mas, podem favorecer o seu aparecimento ou aumentar a intensidade deles, ao passarmos, por situações emocionais de estresse ou ansiedade. Obs: o aparecimento de dor de cabeça ou labirintite, por exemplo, "causam estresse" e também o "estresse" favorece, o aparecimento do bruxismo ou briquismo.      

       Muitas pessoas, sofrem de diversos sintomas, passam por vários exames, tratamento e o uso de diversos medicamentos, sem encontrar uma melhora, de seus sintomas e acabam procurando, tratamentos psicológicos e tomando, vários tipos de medicamentos (calmantes, ansiolíticos ou antidepressivos, por exemplo), pensando que seus sintomas, são emocionais ou de causa nervosa, pois aparecem ou pioram, quando passam por situações de estresse ou ansiedade mas, pode ter uma causa física, não emocional, para que eles apareçam.

        Bruxismo ou briquismo, ocorrem praticamente em todas as faixas etárias. Bruxismo é um hábito noturno, caracterizado pelo apertar ou ranger os dentes, em que as forças sobre a musculatura mastigatória são excessivas, produzindo dores de cabeça, desgaste do esmalte, problemas gengivais, mobilidade dental ou problemas de disfunção, na articulação temporomandibular, por exemplo.

Bruxismo e Briquismo? O que é?

       O nome “bruxismo”, vem da palavra grega βρυχμός, que significa, ranger os dentes.

       Acreditava-se que esse problema era atribuído a enfeitiçamento por bruxaria; até faziam-se uma abertura na calota craniana para que, numa vã tentativa, de que esse feitiço pudesse “sair” através dessa abertura e o paciente parasse de ranger os dentes. Chamamos de briquismo, quando esse hábito é diurno.

Bruxismo ou Briquismo e o estresse:

       O estresse é complicado. Um pouco de estresse é bom, se temos em excesso e não eliminamos, podemos ter problemas e sintomas da ATM, que podem piorar, com os hábitos do bruxismo ou briquismo. O estresse, pode ser amenizado, com a prática de atividades de lazer, como atividades esportivas (academia – uso do saco de box, por exemplo), entre outras atividades esportivas. Quando estamos a frente de sintomas de estresse, ATM e bruxismo, temos também de tratar, além do bruxismo, dos sintomas relacionados a ATM.    

ATM (ou DTM) - sintomas e disfunções nas articulações e os hábitos do bruxismo ou briquismo:

       O bruxismo ou o briquismo, podem piorar os sintomas de dor e disfunção, relativos as ATMs (ou DTMs), por tensionarem, ainda mais, os músculos da cabeça, face, pescoço, articulações temporo mandibulares e ligamentos; podendo acentuar os sintomas de dores no ouvido, dores de cabeça (como as enxaquecas e cefaleias tensionais e migrâneas), dor no pescoço, peito, ombros e braços, tontura, vertigem ou zumbido no ouvido (chamadas de labirintite), sensação de ouvido tampado, estalos ou crepitações ao abrir ou fechar a boca (ou ao mastigar os alimentos), limitações de abertura da boca, entre outros problemas.

       Além dos hábitos do bruxismo ou briquismo e dos problemas de vícios de língua, outros hábitos (ou vícios) parafuncionais ou profissionais (descritos em ATM ou DTM, o que é? - no menu abaixo), o bruxismo ou briquismo, podem também, prejudicar o tratamento da disfunção e sintomas, relativos a ATM ou DTM.

Sintomas da ATM ou DTM e de disfunção na articulação temporomandibular.       

       Devido a diversidade de sintomas, causados pela disfunção da ATM ou DTM, dividimos esses sintomas, de acordo com a origem, dos sintomas e também, dos problemas de disfunção, na própria articulação temporomandibulares (que podem ser musculares, articulares ou emocionais) mas, que normalmente, não são a causa real, desses sintomas.

     Lembramos também, que uma pessoa, pode ter um só sintoma de disfunção de ATM ou DTM ou ter, vários sintomas, ao mesmo tempo. Por isso é importante, que passe por uma consulta, para uma melhor avaliação, dos sintomas relacionados, a ATM ou DTM.

     A maioria, desses sintomas, com essa origem, são tratados, sem a utilização de remédios, cirurgia ou restrições alimentares.

A) Sintomas de origem muscular de disfunção da ATM ou DTM:

     1- Certos tipos de barulhos ou zumbido no ouvido.

     2- Sensação de ouvido tampado. Diminuição auditiva, sensibilidade auditiva ou dificuldades, no entendimento, de certos sons, mais graves ou agudos.

     3- Tontura, tonteira, atordoamento ou vertigem (chamadas de labirintite), sensações de desmaio, podendo levar a queda ao chão, sem motivo aparente.

     4- Dores de cabeça (como nas enxaquecas, cefaleias ou migrâneas) ou sensação de pressão na cabeça.

     5- Dores, estalos no pescoço, ombros, braços, peito, dor embaixo dos seios ou na nuca. Parestesia (adormecimento, na ponta dos dedos).

     6- Sensação de aperto ou incomodo, na garganta.

     7- Fotofobia (aversão a luz - ele procura ficar, em ambientes escuros ou usar óculos escuros), dores nos olhos, vista embaçada, a pélpebra treme.

     8- Dores no peito (levando a pensar, em problemas cardíacos), dores embaixo dos seios.

     9- Enjoos ou vômitos.

     10- Limitação de abertura da boca (quando essa limitação, é de origem muscular).

     11- Certos casos de nevralgia, do trigêmeo.

     12- Problemas patológicos ou originados por trauma, nos músculos da face.

B) Sintomas de origem articular da disfunção da ATM ou DTM:

     1- Estalos, crepitações ou barulhos, nas articulações da ATM.

     2- Luxação ou sub luxação, da articulação temporo mandibular.

     3- Problemas patológicos ou originados por trauma articular.

     4- Sintomas de dor, de origem articular (podendo causar dor reflexa no ouvido).

     5- Estalo no pescoço ao movimenta-lo, para os lados.

     6- Limitação de abertura ou fechamento, ou desvios, na abertura, quando a origem é articular (como nos caso das artroses - desgaste da cabeça da articulações da ATM, por exemplo).Bruxismi ou Briquismo e desgaste articular

     Ao lado, uma radiografia de uma articulação da ATM, com osteo artrose – desgaste da cabeça da articulação e a figura, dentro dela representa, como deveria estar essa articulação, sem o desgaste.

     Por isso o tratamento tem que ser, logo que sentir algum sintoma, procurando evitar problemas futuros.

     c) Outros tipos de sintomas relativos a ATM ou DTM :

     Problemas emocionais, como a sensação de estar meio aérea (distante da realidade) ou como a cabeça, fosse um balão ou dificuldade de se concentrar, nos afazeres.

     1- Problemas posturais, da coluna cervical.

     2- Habitos e vícios parafuncionais, profissionais ou emocionais (como o bruxismo ou Briquismo).

       Obs.: o paciente pode apresentar, diversos sintomas da ATM, de origem muscular e não ter nenhum problema, nas articulações.

       Os dentes são responsáveis, pelo perfeito equilíbrio dos músculos, das articulações e dos ligamentos. Qualquer alteração dentária, que pode ser desde um simples dente torto, uma mordida inadequada ou até mesmo a falta deles, podem gerar um desequilíbrio, levando a um quadro de ATM.

Bruxismo Infantil. O que causa, esses problemas nas crianças?

       O bruxismo em crianças, de até os 6 anos, é normal - faz parte do desenvolvimento dos ossos da face. Só intervimos, se estiver prejudicando os dentes e causando problemas de desgaste excessivo ou mobilidade dental ou nos casos de apneia do sono, em crianças. Nesses casos, deve-se tomar medidas de proteção, para os dentes (como o uso de placa de mordida, de silicone - diferente da placa para o tratamento da ATM, que normalmente é rígida ou dura). A partir de 7 anos, deve ser tratado, através de uma terapia de apoio, como terapia conectiva comportamental, que é feita por psicólogos.

       Obs: Em crianças hiperagitadas e com bruxismo, pode ter como causa, problemas de apneia do sono. O exame do sono – polissonografia, pode determinar esse problema. A causa da apneia do sono, em crianças, pode ser, obstrução nasal ou lingual, alergias, entre outras causas.


Sinais e Sintomas, sugestivos de Bruxismo ou Briquismo:

 

Problemas de sensibilidade dentinária, nos casos de Bruxismo ou Briquismo.

       Alguns pacientes, portadores dos hábitos do Bruxismo ou Briquismo, costumam relatar sintomas de desgastes nos dentes ou sensibilidade, ao ingerir alimentos gelados, salgados ou ácidos. Porque ocorre isto?

       O dente, na sua coroa, é formada de esmalte dental, translucida, que não tem sensibilidade. Logo abaixo dele, existe a dentina, de cor amarelada, que possui canalículos dentinários (cheios de líquidos), canalículos estes, que estão ligados a polpa dental, de cor vermelho escura (conhecida popularmente, como nervo dental).

       Ao se alterar a temperatura ou modificar o PH (tornar o local, mais ácido ou mais alcalino) em uma dentina, que perdeu parte da cobertura de esmalte dental, o líquido dentro desses canalículos, se expandem ou contraem, transmitindo sensações dolorosas, para a polpa dental (que é composto de pequenas artérias, veias e nervos).

       Nos casos do Bruxismo ou Briquismo, devido a abrasão da superfície de mastigação, que pode ocorrer em alguns casos (entre outras causas: como escovação incorreta), pode haver perda, de parte desse esmalte, expondo a dentina, que tem sensibilidade. Também, é comum observar, uma cor escurecida, na superfície de mastigação dos dentes, que sofreram, este tipo de abrasão. No caso de escovação incorreta, pode haver desgastes, na lateral dos dentes, próximo a gengiva.

       Para esses sintomas de sensibilidade dentinária, originados por problemas do bruxismo ou briquismo existe medicamentos (também utilizados, para problemas de sensibilidade dentinária, decorrentes de escovação incorreta); medicamentos esses, que são utilizados pelo dentista, afim de obliterar esses canalículos, reduzindo assim, os sintomas de sensibilidade nos dentes (são mais eficazes, que as pastas de dentes). Nos casos extremos de sensibilidade, pode-se recorrer a colocação, de próteses de cobertura.

“Muitos só percebem o problema do bruxismo ou briquismo, quando restaurações se soltam ou o esmalte é afetado”.

       Nos anos 1970, nos Estados Unidos, a prevalência de pessoas com bruxismo (ranger involuntário dos dentes) era de 12,5%. Dez anos depois, o índice saltou para 25% e, na década passada, alcançou 33%. A previsão é que em 2010 mais da metade dos americanos apresentem o problema. No Brasil não há dados de prevalência, mas acredita-se que os números sejam semelhantes aos dos Estados Unidos

       Uma pessoa, pode ter problemas de bruxismo ou briquismo e não ter sensibilidade ou desgaste dental. 

Causas, dos sintomas de bruxismo ou briquismo:

       O hábito do bruxismo e briquismo, geralmente, pioram os problemas, dos portadores dos sintomas de ATM (ou DTM, dos pacientes, que tem por hábito apertar ou ranger os dentes, sendo a causa principal, são os dentes, que não estão, na posição de conforto.

       Porque ocorre ou hábito do bruxismo ou briquismo? As causas que levam os pacientes, em alguns casos, a terem sintomas de bruxismo ou briquismo, é devido ao organismo, que esta tentando desgastar os dentes, afim de reaver a posição de equilíbrio dentário (nos casos quando os dentes, não se encontram na posição de conforto ideal, para o paciente). Esse problema, associado ao estresse do dia a dia, geram grandes problemas de desconforto e dor para o paciente.

       Também, os problemas de bruxismo ou briquismo, tem como sua causa principal, a tendência que temos, de descarregar em nossos dentes, as nossas preocupações e emoções (observe que, quando estamos em estresse, ansiedade, depressão ou medo, geralmente sentimos que estamos apertando ou rangendo, os dentes), herança de nossos antepassados de milhões de anos. Isso acontece também, quando dormimos e sonhamos com os acontecimentos negativos, que vivenciamos, no dia a dia.

Contatos prematuros dos dentes ou vícios de língua, nos problemas de Bruxismo ou Briquismo:

       Quando um dente, quer nos movimentos de oclusão, ou de lateralidade (movimentos em que há o encontro, das arcadas superiores e inferiores), existir um contato prematuro (contatos prematuro: é quando um dente, por estar mais alto, ao ocluir com o dente antagonista, acaba tocando primeiro que os outros – recebendo, somente ele, a carga mastigatória, enquanto que essa carga, deveria ser distribuída, por todos os dentes), pode ocorrer problemas dentários na mastigação, podendo agravar, nos portadores de bruxismo ou briquismo, por gerar um maior esforço sobre esse dente, já sobrecarregado, devido ao contato prematuro.

       O ajuste dental, quando necessário, visa recuperar o equilíbrio dental perdido e prevenir problemas futuros, a esses dentes. Só recomendamos fazê-lo, localizando a a posição de conforto e termos a visão, do tipo de tratamento ideal, para cada caso e o paciente tiver orientado e eliminado os hábitos do bruxismo, dos vícios parafuncionais e profissionais.

       Também devem ser observados e tratados, alterações periodontais e mobilidades dentais, geradas pelos vícios de língua (aqui vale dizer, que alguns pacientes, tem o costume de empurrar os dentes ou ficar mordendo a língua - como hábito ou em situações de estresse) ou por de posições erradas da língua ao engolir os alimentos ou na posição de descanso da língua (que pode ser uma deglutição atípica lateral da língua, por exemplo).

       Cabe ao fonoaudiólogo, em conjunto com o dentista, tratar desses problemas de posicionamento incorreto, da língua.

Problemas gengivais ou/e mobilidade dental, nos casos de Bruxismo ou Briquismo:

       O constante atrito ou aperto entre os dentes superiores e inferiores, nos hábitos do bruxismos ou briquismos, podem, em alguns casos causar problemas periodontais, como bolsas periodontais, perda de gengiva inserida, no osso, sangramento na gengiva, retração gengival (causando exposição de parte da raiz do dente), perda do tecido ósseo de sustentação, mobilidade dental ou em casos extremos, a perda de dentes.

       Por isso é importante procurar eliminar esse hábito do bruxismo e briquismo e, em conjunto, verificar e procurando eliminar outros hábitos ou vícios (como a língua, em posição incorreta), condições periodontais e dentais do paciente, procurando eliminar os contatos prematuros dos dentes, afim de evitar problemas futuros, como a mobilidade ou perda do órgão dental, por exemplo.    

Placas de silicone (mole) ou placas de acrílico (rígida). O que devemos fazer, para o tratamento dos problemas de Bruxismo ou Briquismo?

       Por serem esses hábitos do bruxismo ou briquismo, de procedência emocional, só recomendamos placas de silicone (mole), como fator de proteção (por exemplo, como proteção de dentes nas prótese fixas, de porcelana, para evitar quebrar os elementos dentários artificiais ou em crianças ou adultos, com desgaste excessivo ou com mobilidade dental, causados pelos problemas de bruxismos ou briquismos). Ao lado, um exemplo de placa de silicone.

       A placa de acrílico (rígida), normalmente, tem a função de levar a mordida para a posição de conforto, no tratamento da ATM (ou DTM) e redução dos sintomas, a ela associados.

       Utilizamos, para o tratamento do bruxismo ou briquismo, técnicas conectivas, fisioterápicas e exercícios musculares, junto com tratamento, dos sintomas da ATM ou DTM.

Tratamentos fisioterápicos nos casos de Bruxismo ou Briquismo:

    “O tratamento das sintomatologias (usando técnicas e tratamentos, desenvolvidas, através de estudos e pesquisas, desde 1954), como nos casos do bruxismo ou briquismo e sintomas de dores de cabeça, labirintites (tonturas, tonteira, vertigens ou zumbidos no ouvido) entre outros sintomas, com essa origem, é efetuado sem o uso de remédio, restrições alimentares, exercícios fisioterápicos ou exames, que possam trazer algum incômodo, para o paciente”.

       O lazer de onda infra vermelho é utilizado, para redução da dor muscular ou originados de problemas dos nervos (parestesias ou nevralgias). O tens, é um aparelho que imita os impulsos nervosos, que geram a movimentação músculos, visando promover o relaxamento muscular, na terapêutica, do tratamento da ATM ou DTM.

       Ambos (o Tens e o Lazer), tem a função de redução dos sintomas de dor e das tensões musculares, pela liberação pelo nosso corpo da endorfina, que tem princípios semelhantes a morfina, que tem função analgésica, relaxante e calmante.

      O estresse, pode agravar o ranger dos dentes (bruxismo e briquismo), de dia e durante o sono? Sim pode.

Exemplos de problemas de Bruxismo ou Briquismo:

       1) Ranger ou apertar os dentes de dia e de noite.de A placa de silicone ou de acrílico, não melhoraram os meus sintomas, nem o bruxismo.

       É que a parte emocional, pode estar mantendo esse hábito do bruxismo e também os sintomas da ATM. Com relação aos sintomas, precisaria verificar se é devido a problemas, de disfunção da ATM ou DTM e tratá-la, juntamente o problema emocional.

       2) Ranger os dentes o tempo todo, mesmo estando calmo. Nesse caso, que é raro, o paciente “acostumou” a fazer isso, como se fosse um “movimento involuntário”,um cacoete, que é diferente do bruxismo, provocado por problemas emocionais. Nesse caso é usado uma placa rígida, visando interromper ou impedir que o paciente, continue a ranger os dentes.

       3) Bruxismo e disfunção da ATM? O bruxismo, pode atrapalhar o tratamento, da disfunção da ATM?

       O tratamento da ATM, e de sintomas (como labirintite ou dores de cabeça, por exemplo) poder ser prejudicado, por esses e outros hábitos, se não forem eliminados.  

       Também é importante o conhecimento dos fatores emocionais, como o estresse, que podem prejudicar o tratamento ou cura dos sintomas provenientes das “disfunções da ATM” (ou DTM), como hábitos ou vícios posturais, parafuncionais e profissionais. Veja esses problemas, em o que é a ATM ou DTM, no menu acima.     

       O bruxismo ou briquismo, podem serem tratados, em conjunto, com o tratamento da disnfunção da ATM ou DTM. Para isso, é muito importante a colaboração do paciente, em seguir as orientações e técnicas conectivas (para o tratamento do bruxismo), propostas.

       4) Criança de 4 anos, tem bruxismo? O que fazer, quando ela range o dente?

       Conforme já foi explanado acima, o bruxismo infantil, em crianças de até os seis anos de idade, é considerado normal. Só intervimos, em caso de desgaste excessivo dos dentes ou mobilidade dental ou nos casos de apneia. Após os seis anos, torna-se necessário terapia de apoio que é feito por psicólogos, para poder verificar a parte emocional da criança, que possa estar mantendo esse hábito. A pratica de atividades de lazer, como atividades esportivas (como judô, capoeira, natação, entre outras atividades), ajudam a reduzir o estresse e ansiedade e, com isso, ajudando na parte emocional da criança.

       5) É possível, parar de ranjer os dentes e eliminar o bruxismo ou briquismo? A placa resolve?

       Depende de o paciente, procurar seguir nossas orientações. A placa, de silicone ou de acrílico, por si só não resolve. Inúmeros pacientes, rasgaram ou quebraram suas placas, por não ter observado, que esse problema, é 100% emocional. 

       Nos estamos localizados em São Paulo, capital. Desde 1954, dedicados no diagnóstico, tratamento e estudos; com centenas de pacientes atendidos com esses problemas, aos quais se encontram livres, de seus sintomas.

       Atendimento por telefone: (11) 2296-4943 ou (11) 2092-6159, para esclarecer suas dúvidas, orientações ou caso deseje agendar um horário, para melhor podermos avaliar, os seus sintomas.        

       Atendimento, por E-mail: cjjbres@uol.com.br - Coloque, se desejar o seu telefone e o nome de sua cidade e relate seus problemas. Retornaremos o mais breve possível.

 

Consultório Dr. Luiz Barros.
Prof. Dr. JJ Barros
Pioneira no Diagnóstico e Tratamento da ATM ou DTM e seus sintomas
(Desde 1954)
Tratamento do Bruxismo ou Briquismo
Adulto e Bruxismo em Crianças
Rua Miquel Venditi 56, São Paulo, São Paulo
Site: http://www.atm.hostmidia.com.br



Bruxismo ou Briquismo

Nossa sala de visita

 

Dor Muscular Reflexa. O que é?

     O que é dor de origem reflexa? É a dor muscular que pode ocorrer, fora do local, da verdadeira causa, desse sintoma de dor. É uma tentativa do organismo, de reequilibraros músculos (da cabeça ou face, por exemplo), que estão sobre tensão, por não estarem equilibrados.

ATM ou DTM - dor reflexa

     Dores reflexas nos músculos dos ombros, pescoço, peito (fazendo pensar, em problemas cardíacos), dores embaixo dos seios, nuca, torcicolos ou dores nos olhos (dando a sensação, que alguma coisa, esta empurrando ou pressionando, os olhos), enjoos, fotofobia (a luz incomoda), a vista fica embaçada, o ouvido tampado, dor reflexa no ouvido, zumbido no ouvido (quando a origem é muscular) ou sensação de aperto ou que alguma coisa está enroscada, na garganta.

 

     Esses sintomas podem acompanhar as dores de cabeça, tontura, zumbido no ouvido (labirintite), nas disfunções da ATM ou DTM.

 

     Dor de cabeça. Causa da dores reflexas: Numa tentativa de “reequilibrar” os músculos, da cabeça, que estão sobre tensão, por ação reflexa, outros músculos localizados nos ombros, pescoço, peito, nuca, esôfago, nas válvulas da trompa auditiva ou nos olhos, acabam entrando em espasmos, gerando dores e sintomas, de origem muscular.

 

     Em alguns casos, devido a intensidade das dores, o paciente acaba pensando, que está com algum problema no coração, garganta ou nos olhos; levando-o a procurar profissionais, de várias áreas, sem encontrar a causa, para esses problemas, pois podem ser sintomas de origem reflexa, causados pelos músculos, dessas regiões.

 

     É necessário, que o profissional, tenha bastante experiência no diagnóstico dos sintomas, para diferenciar os problemas de origem muscular- articular, de outros causas.

 

Prevenção na infância

 

     Como prevenir sintomas de dores de cabeça, tontura - labirintite, ATM ou DTM, entre outros sintomas, em crianças e adolescentes? - “Prevenção na Infância” A importância da intervenção ou acompanhamento precoce, na criança, para prevenção de problemas futuros.

 

     Sempre devemos acompanhar o desenvolvimento dos dentes e da face, nas crianças, desde o nascimento dos dentes decíduos (conhecidos como dentes de leite), procurando prevenir ou interceptar sintomas, que poderiam ocorrer futuramente a essa criança, quando ela atingir a fase de adolescente ou adulta; procurando eliminar alguns hábitos ou vicios, como chupar o dedo, uso de chupeta não ortodôntica ou problemas de bruxismo ou briquismo, por exemplo.

 

   ATM ou DTM disfunção - prevenir  Uma paciente adolescente, de 14 anos. Não foi visto, quando criança, que o freio lingual impedia que ela colocasse a língua no palato (conhecido como céu da boca), com a boca aberta – como normalmente deveria ocorrer. Devido a isso, ela não conseguia pronunciar, certas palavras corretamente, além de já estar começando a ter alterações de posição, dos dentes anteriores inferiores e possibilidade, de no futuro, de ter sintomas de disfunção da ATM ou DTM.

 

     A postura incorreta da língua, na deglutição e em descanso da língua: vício lingual. A língua, se não tiver na posição correta, ao engulir ou em posição de descanso, pode levar, também, a alterações na posição dos dentes e dos ossos, da face gerando deformidades faciais, como morrdida aberta anterior, micrognatia (queixo curto), alogamento da face, na fase adulta, que poderia ser evitado, se fosse corrigido esse vício de língua, quando criança. Esse problema, pode aparecer também, no respirador bucal.

 

     Em uma radiografia panorâmica, podemos visualizar e prevenir problemas nasais, por exemplo, que podem causar alterações, dento faciais.

 

     No caso da hipertrofia do corneto, o paciente tem dificuldade de respirar normalmente, pelo nariz (chamado de respirador bucal). Se esse problema, não for visualizado e corrigido precocemente, acaba gerando, entre outros problemas, um palato profundo, vicio de língua e alterações de posição dos dentes e da face. Veja na radiografia abaixo a cavidade escura do nariz (normal), acima dos dentes figura A, em relação a figura B, parte braca acima dos dentes. Devido a isso, é um respirador bucal, podendo gerar diversos problemas, como alteração dento facial, apnéia do sono ou ronco, bruxismo e problemas de criança hiper-agitada.

 

ATM ou DTM disfunção

 

Estresse, como reduzir?


     Estresse (português brasileiro) ou stresse (português europeu) pode ser definido como (a) a soma de respostas físicas e mentais causadas por determinados estímulos externos (estressores) e que permitem ao indivíduo (humano ou animal) superar determinadas exigências do meio ambiente e (b) o desgaste físico e mental causado por esse processo.


     O termo estresse foi tomado emprestado da física, onde designa a tensão e o desgaste a que estão expostos os materiais, e usado pela primeira vez no sentido hodierno em 1936 pelo médico Hans Selye na revista científica Nature.


     O estresse pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida e a exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia. Quando os sintomas de estresse persistem por um longo intervalo de tempo, podem ocorrer sentimentos de evasão (ligados à ansiedade e depressão). Os nossos mecanismos de defesa passam a não responder de uma forma eficaz, aumentando assim a possibilidade de vir a ocorrer doenças, especialmente cardiovasculares.


     A luta constante pelo trabalho, estudo e no convívio familiar, gera estresse e com ele diversos problemas de saúde, se não conseguimos eliminá-lo o reduzi-lo. Também o ódio, o rancor, a mágoa, se não perdoados e esquecidos.


     Um pouco de estresse é bom mas, em excesso, cria problemas, pela constante eliminação de adrenalina, pelo nosso corpo.


     Reserve um horário só para você, para atividades de lazer, com caminhar, ler um livro que traga coisas de bom, ou atividades esportivas como academia, entre outras atividades esportivas. Use na academia, o saco de box ( pode ser feito em casa, usando um travesseiro), pense tudo de raiva, que você sente, socando. Isso libera, pelo nosso corpo, a endorfina, que tem efeito calmante, relaxante, analgésico e dá prazer.